"Acreditando na magia que existe na educação! Buscando ser a mudança que quero ver no mundo"!
CONTATOS: sunamitamagalialbuquerque@hotmail.com /sunamitanativaoliveira@gmail.com

segunda-feira, 20 de julho de 2009

REMÉDIO AMARGO


Por Paulo Celso Villas-Bôas

Há aqueles que não acreditam em uma Amazônia altamente sustentável, outros se mostram reticentes com as Leis, existem aqueles que são radicais, que não admitem a ocupação da Amazônia por ninguém, quanto mais por pecuaristas ou agronegócios, usinas, fabricas.

Resumo do Termo de Ajuste de Conduta (TAC) entre MPF e frigoríficos:


1 - Os frigoríficos comprometem-se a não adquirir gado bovino de fazendas:


a) que figurem nas listas de áreas embargadas e de trabalho escravo.

c) que tenham condenação judicial de primeiro grau, e até que esta não seja reformada pelas instâncias superiores, por invasão em terras indígenas, por violência agrária, por grilagem de terra e/ou por desmatamento e outros conflitos agrários.

d) que estejam causando lesão a interesses ligados à questão indígena, a comunidades quilombolas e populações tradicionais.

Eu sempre afirmo que: A raiz de todos os problemas somos nós mesmos. Nós é que precisamos mudar como povo, estabelecendo uma conscientização renovada sobre alguns conceitos como de preservação para com a conservação, o consumismo e do lixo que produzimos. Em síntese, e o que queremos para o futuro das gerações. No centro de toda estas discussões há uma questão a ser considerada como estratégica: o que devemos deixar para o futuro: um planeta melhor para nossos descendentes? Ou descendentes capazes de construir e manter um planeta melhor?

Paulo Celso VILLAS-BÔAS

Presidente da Fundação e Expedição VILLAS-BÔAS pelo Brasil.

Confiram esta matéria do Portal www.expedicaovillasboas.com.br

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails