"Acreditando na magia que existe na educação! Buscando ser a mudança que quero ver no mundo"!
CONTATOS: sunamitamagalialbuquerque@hotmail.com /sunamitanativaoliveira@gmail.com

domingo, 6 de junho de 2010

I FÓRUM DE POLÍTICAS PÚBLICAS PARA A EDUCAÇÃO NO CAMPO


Horta escolar orgânica na Escola Antônio Borges em Cotunguba no ano de 2003, apresentada como proposta de valorização da cultura regional,interdisciplinaridade e melhoria no cardápio da alimentação infantil
. Infelizmente, a horta não existe mais.


TURMAS DO 2º E 4º PERÍODO DE PEDAGOGIA DA UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAÚ PROMOVEM DISCUSSÃO SOBRE QUESTÕES LIGADAS AO CAMPO


Aconteceu neste sábado (05), nas dependências da UVA Gravatá, o I Fórum para discutir a Educação do Campo e no campo, como fechamento das disciplinas Educação no campo, ministrada pelo Profº Nildo Barbosa e Educação e Trabalho, ministrada pela Profª Maria do Carmo (Carmem).
O evento contou com as ilustres presenças do vereador gravataense Danilo Melo, e do vereador por Sairé, Ozéias Caetano, além dos professores da instituição Solange Maria, Júnior, Eziel e Profª Valdecy.
De forma apartidária, os vereadores apresentaram algumas questões que tem dificultado a vida do homem do campo, e sua permanência neste, associando esta questão à falta de politicas públicas que gerem renda e tragam sustentabilidade, especialmente para quem vive em áreas com baixo índice pluviométrico.
Os dois vereadores forma muito felizes em suas colocações, e de forma brilhante apontaram para a necessidade de haver investimentos na zona rural dos municípios, não apenas em Sairé e Gravatá, mas em todo país.
O vereador por Sairé, Ozéias Caetano, que também é Pedagogo, citou as incoerências do PETI e da identidade de alguns professores que são enviados para a aŕea rural, e recebem o trabalho como punição, e suas ações pedagógicas são repassadas de forma deturpada, menosprezando o homem do campo.
Alguns dos trabalhos desenvolvidos em Gravatá para desenvolver e estimular o Turismo Rural, que gera renda e oportunidades para o homem do campo, foram mencionados e exaltados pelos vereadores.
Algumas propostas foram apontadas, sugestões e colocações foram feitas por algumas alunas que participaram do debate, deixando a seguinte reflexão:

"Uma Política Pública de Educação do Campo deve respeitar todas as formas e modalidades de educação que se orientem pela existência do campo como um espaço de vida e de relações vividas, porque considera o campo como um espaço que é ao mesmo tempo produto e produtor de cultura. É essa capacidade produtora de cultura que o constitui como um espaço de criação do novo e do criativo e não, quando reduzido meramente ao espaço da produção econômica, como o lugar do atraso, da não-cultura. O campo é acima de tudo o espaço da cultura".


No término do trabalho, o vereador Danilo Melo ainda sorteou uma tela pintada por sua mãe entre as estudantes, tendo como privilegiada uma aluna do 2º período. Nossos sinceros agradecimentos ao vereador Danilo Melo e ao vereador Oséias Caetano, pela presteza em nos atender.
Que seja este o primeiro de muitos, e que as sementes frutiquem!!








O vereador Danilo Melo com a aluna vencedora do sorteio



Com a palavra o vereador Ozéias Caetano


Equipe de professores com os vereadores e eu, de vermelho

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails