"Acreditando na magia que existe na educação! Buscando ser a mudança que quero ver no mundo"!
CONTATOS: sunamitamagalialbuquerque@hotmail.com /sunamitanativaoliveira@gmail.com

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Bibliotecas Móveis vão incrementar ensino de Gravatá

Serão 60 unidades, com 260 livros cada, que deverão chegar às escolas ainda este mês



Na manhã desta terça, em entrevista ao radialista Gilvan Vieira, da Rádio Clima FM, a secretária de Educação de Gravatá, Maria da Paz Santos, divulgou em primeira mão mais uma novidade para o município: a implantação de 60 bibliotecas móveis, com um acervo de 260 livros cada, todos de autores pernambucanos. O projeto “Biblioteca para todos” será implantado com recursos do próprio município, num investimento de R$ 400 mil. “A escola muitas vezes não tem espaço físico para comportar uma biblioteca. Então, a Biblioteca Móvel chegou para fazer a diferença, é uma forma de a leitura chegar aos alunos”, comentou Maria da Paz.

As bibliotecas consistem em armários com rodas, que serão transportados às escolas para uso dos alunos. “É uma maneira rápida, eficiente e criativa de superar o obstáculo da falta de espaço. E ainda estimulamos a leitura de autores do nosso Estado”, afirmou. As bibliotecas serão inauguradas ainda neste mês. Maria da Paz também falou do piso salarial dos professores da rede municipal, que ficou acima da média nacional de R$ 1.187,97 e em Gravatá passou para R$ 1.313,58. “Por unanimidade o projeto foi aceito na Câmara de Vereadores e esse reajuste faz com que os professores se sintam cada vez mais estimulados”, salientou a secretária.

Sabendo da importância dos transportes para a locomoção dos estudantes, principalmente da zona rural, Maria Da Paz adiantou que serão adquiridos mais dez ônibus, sendo três a cada ano. A melhoria da merenda também merece destaque, principalmente a do horário noturno. “Muitos alunos que saem de casa geralmente pela manhã e com a correria do dia-a-dia não conseguem ter uma alimentação saudável, encontram na escola a oportunidade de se alimentar de uma maneira adequada, aumentando assim seu rendimento e satisfação com a escola”, comentou.

O combate ao bullying nas escolas também foi citado. Palestras e encontros estão sendo feitos com os professores,coordenadores e com os próprios alunos, para que todos fiquem cientes do perigo que uma simples “brincadeira” pode causar. Identificar tanto o agressor quanto o que sofre o bullying. “É um trabalho que começa em casa, com os pais e responsáveis, e que tem na escola um importante complemento, para que se formem alunos e, principalmente, cidadãos”.



 



Do site da Prefeitura de Gravatá
Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails