"Acreditando na magia que existe na educação! Buscando ser a mudança que quero ver no mundo"!
CONTATOS: sunamitamagalialbuquerque@hotmail.com /sunamitanativaoliveira@gmail.com

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

ESCOLA RECREIO DESPONTA EM GRAVATÁ PELO ENFOQUE DADO À EDUCAÇÃO INCLUSIVA


ATENDIMENTO DIFERENCIADO PARA ATENDER CRIANÇAS COM NECESSIDADES ESPECÍFICAS 


Durante 04 anos, peregrinei por várias escolas particulares do município de Gravatá, com intuito de oferecer a meu filho com Síndrome de Down, um atendimento educacional de qualidade, onde suas necessidades específicas e dificuldades fossem levadas em consideração.

Muitos discursos, pouca prática e atividades excludentes marcaram este tempestuoso período, até que em 2010 encontrei a ESCOLA RECREIO, dirigida pela Profª Lidiane Dias, que por sua sensibilidade e real compromisso com a educação, criou uma sala especial - sala de aceleração, onde crianças como meu filho passaram a ter um atendimento diferenciado, tal qual nos moldes das melhores escolas de Educação Especial do estado de Pernambuco, e por que não dizer, do país.

A Escola Recreio está localizada na Rua Vereador Elias Torrres, nº 152 - Centro - Gravatá - Fone: (81) 3533 1151.

MATRÍCULAS ABERTAS
Felipe, Tia Nice e Guilherme
Larissa, aluna da Sala de Aceleração

Se concordarmos que todas as crianças, jovens e adultos têm direito a uma educação de qualidade, então, como assinala Lindquist, “não são nossos sistemas educacionais que tem direito a certos tipos de crianças. É o sistema escolar de um país que tem que se ajustar para satisfazer as necessidades de todas as crianças”.

Escola Especial Nilza Tartuce - Curitiba - PR

A partir daí, um dos maiores desafios que os países da região enfrentam diz respeito a como avançar na direção de uma escola inclusiva, que ensine e eduque todas as crianças e simultaneamente reconheça as diferenças individuais como um valor a ser levado em conta no desenvolvimento e na materialização dos processos de ensino-aprendizagem.  


Uma escola que precisa adaptar-se à diversidade de características, capacidades e motivações de seus alunos, a fim de responder às necessidades educacionais de cada criança. Uma escola cuja política se comprometa com a igualdade de oportunidades e condições para todos os estudantes a fim de garantir que todos possam ser bem sucedidos educacionalmente. Neste contexto, todos os estudantes devem ser beneficiados pelo acesso à escolarização e não apenas aquele(a)s que são considerados pessoas com necessidades educacionais especiais.

Sem dúvida, a educação inclusiva pressupõe que todas as crianças de determinada comunidade devem aprender juntas, independentemente de suas condições pessoais, sociais, culturais ou habilidades e potenciais diferenciados, abrangendo aquele(a)s com algum tipo de deficiência. Para que uma escola se torne um modelo de educação inclusiva não deve haver exigências quanto a acesso nem mecanismos de seleção ou discriminação de qualquer espécie. Neste sentido, a promoção da inclusão implica na identificação e minimização de barreiras à aprendizagem e participação, e na maximização dos recursos que apóiam ambos os processos. Essas barreiras podem ser identificadas em todos os aspectos e estruturas do sistema e da vida escolar (por exemplo, nas unidades escolares, na comunidade, nas políticas locais) e, podem impedir o acesso ao estabelecimento de ensino, como também conter limitações em termos de participação. 


Com informações do Blog Ari Vieira
Disponível em:
Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails