"Acreditando na magia que existe na educação! Buscando ser a mudança que quero ver no mundo"!
CONTATOS: sunamitamagalialbuquerque@hotmail.com /sunamitanativaoliveira@gmail.com

domingo, 10 de julho de 2011

“ÍNDIOS NA VISÃO DOS ÍNDIOS”

Formação de indígenas de várias etnias e nações para atuarem como historiadores, antropólogos, jornalistas e fotógrafos de suas próprias realidades.


Em 2001 a THYDÊWÁ contou com a CARDIM SOLUÇÕES INTEGRADAS, com o patrocínio: Bom Preço do Nordeste S/A através do Programa Faz cultura, e o apoio Institucional da UNESCO, para lançar os seguintes livros:

1)     Kariri-Xocó/AL (fazer dowload)


2)     Pankararú/PE (fazer download)


3)     Fulni-ô/PE (fazer download)


4)     Tumbalalá/BA (fazer download)


Durante 2002 continuamos promovendo Oficinas de Identidade e Expressão Criativa possibilitando que em 2003 fossem lançados:
5)     Kiriri/BA (fazer download)


6)     Tupinambá/BA (fazer download)


7)     Truká/PE (fazer download)


Sendo este último livro traduzido ao Francês e lançado numa turnê pela França e Suíça: 8 ) Les Indiens par le regard des Indiens : Truká.
Estes livros foram e são utilizados dentro das próprias aldeias indígenas participantes, bem como também são trabalhados dentro das escolas dos não-indígenas,  além  de ser gratitamente divulgados para o público em geral.
Através do bate-papo dos indígenas nas escolas das cidades e orientação pedagógica da THYDÊWÁ criamos o subprograma “ÍNDÍGENAS NAS SALAS”.
Foram muitos os eventos onde a THYDÊWÁ promoveu o diálogo intercultural direto entre indígenas e a sociedade global. Desde 2002 ate finais de 2009, contabilizamos mais de 1.000.000 de contatos diretos.
Em 2003/2004 a THYDÊWÁ cria um novo subprograma: “ÍNDIOS LENDO” com patrocínio: CESE – Centro Ecumênico de Serviços para o Incentivo à leitura e conhecimento de novas experiências através da troca de 1.500 livros da Coleção: Índios na Visão dos Índios por outros 3.000 livros diversos que serviram para fortalecer as bibliotecas dos indígenas.
A THYDÊWÁ recebe o Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade 2004, pelas ações de preservação do patrimônio cultural brasileiro, promovido pelo Ministério da Cultura – MinC e Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN.
Em 2004 a THYDÊWÁ apóia a realização do documentário: “IRMÃOS NO MUNDO”, com patrocínio da Fundação Padre Anchieta e do Ministério da Cultura e direção de Sebastián Gerlic. O Vídeo documentário abordando o modo de vida, costumes e tradições das Nações Tupinambá/Ilhéus/Bahia e Tumbalalá/Curaçá/Bahia. Ganhador do 1º Prêmio NACIONAL DOCTV pela Bahia.
Dando continuidade a coleção de livros, a THYDÊWÁ facilita a elaboração de seu primeiro livro coletivo inter-étnico. Em 2004 e 2005 se realiza um novo projeto: “CANTANDO AS CULTURAS INDÍGENAS” com Patrocínio: BNDES, através do Programa de Apoio a Crianças e Jovens em Situação de Risco Social: Transformando com Arte. Foram 3.500 crianças das comunidades: Pataxó Hâhãhãe, Xucuru-Kariri, Kariri-Xocó, Pankararú, Tumbalalá, Tupinambá e Truká através dos cantos e danças sagrados, revisitam suas histórias e redescobrem um novo Brasil, falando de Cidadania, de Direitos Humanos, de Ecologia e de Diversidade Cultural.

9)     Cantando as Culturas Indígenas (fazer download)
Em 2007 a THYDÊWÁ realiza novas Oficinas e consegue imprimir novos livros com a parceria do Ministério da Educação e Banco do Nordeste do Brasil.
10)  Pataxó Hãhãhãe (fazer download)


11)  Pataxó do Prado (fazer download)


Em 2008 a THYDÊWÁ facilita a construção de seu segundo livro coletivo inter-étnico, relacionando o projeto editorial existente com os processos que desde 2004 vem realizando com as TICAS – Tecnologias de Informação Comunicação e Aprendizagem, contando para isto com a parceria do INSTITUTO OI FUTURO.
12)  Arco Digital (fazer download)


Em 2008 a THYDÊWÁ executa o projeto: “KARIRI-XOCÓ CANTA” com patrocínio Banco do Nordeste do Brasil e Apoio: Ministério da Cultura e Secretaria do Estado da Cultura do Governo de Alagoas produzindo um CD de música de quase uma hora de duração (fazer download do CD) e documentário de 26 minutos em DVD do ritual de cantos tradicionais Kariri-Xocó, e eventos públicos para mais de 15.000 pessoas dialogarem interculturalmente com os indígenas. Saiba mais.
Em 2008 a THYDÊWÁ realiza mais Oficinas e lança mais um livro de sua coleção: “INDIOS NA VISAO DOS INDIOS” com patrocínio: Banco do Nordeste do Brasil, Apoio: Ministério da Cultura e Secretaria de Cultura da Prefeitura de Camaçari – BA e eventos públicos em Salvador, Camaçari, Itabuna, Ilhéus, Una e Buerarema para mais de 20.000 pessoas dialogarem interculturalmente com os Tupinambá.

13)  Nos Tupinambá/BA (fazer download)

Em 2008 a THYDÊWÁ a partir de 06 livros já editados dentro desta coleção, preparou uma edição especial em Frances, com o apoio do Conselho Regional do Limousin e a Casa dos Direitos dos Homens (MDH)(França) e lançou esse exemplar na França e na Bélgica através de campanhas de diálogo intercultural com três indígenas em tournée de 40 dias : 14)  Les Indiens vus par les Indiens du Nordeste du Brésil

Em 2008 a THYDÊWÁ recebe o Premio CAB – “SOMOS PATRIMONIO” do Convenio Andrés Bello e começa a trabalhar um novo livro coletivo inter-étnico que será lançado em 2011.
Em 2008 a THYDÊWÁ apóia a realização do documentário: “O SAL TUPINAMBÁ” do diretor Sebastián Gerlic, que ganha o Premio Alexandre Robatto no XII Festival Nacional de vídeo em 5 minutos.
Em 2010 a THYDÊWÁ apóia a realização do documentário: “INDÍGENAS DIGITAIS” do diretor Sebastián Gerlic.

Em 2011 a THYDÊWÁ realiza mais uma Oficina que resulta no livro “Índios na visão dos índios: Potiguara” (pode baixar por aqui), contando com a parceria do BNB.
Em 2011 a THYDÊWÁ fecha o livro que iniciou com o Prêmio Somos Patrimônio através do apoio financeiro do IPAC. Em breve o livro: Índios na visão dos índios: Somos Patrimônio estará disponível para baixar por aqui.
“ÍNDIO QUER RESPEITO E PAZ”
A THYDÊWÁ realiza campanhas de sensibilização, conscientização e promoção da cultura da paz.
Em 2003 com patrocínio: Ford Foundation, através da CERIS – Centro de Estudos Religiosos e Sociais e Apoio: UNESCO, FUNAI, ANAI e Universidade Estadual de Santa Cruz/BA; a THYDÊWÁ realizou a Campanha: “ÍNDIO QUER RESPEITO” junto à Comunidade Tupinambá/BA (4.636 índios) em prol do resgate e valorização dos seus direitos com a qualificação de 20 índios para proferir palestras para 15.000 alunos da rede pública de Ilhéus/BA.
Em 2004 e 2005: “ÍNDIO QUER PAZ” com patrocínio: Brazilfoundation e Apoio Institucional: UNESCO, ANAI Prefeitura de Pau Brasil, de Camacan, de Itajú do Colônia, Associação Unidos do Morro, Movimento Negro de Pau Brasil e CIMI; a THYDÊWÁ realiza a Campanha junto à Comunidade Pataxó-Hãhãhãe (3.132 índios) em prol da promoção da paz; qualificação de 20 índios para proferir palestras para 15.000 alunos da região.
Em 2006: “ÍNDIO QUER PAZ” em parceria com RELACS, CONSELHO REGIONAL DO LIMOUSIN (FRANÇA) e o apoio Institucional: Prefeitura de Pau Brasil, de Camacan, Associação Unidos do Morro, Movimento Negro de Pau Brasil. Campanha junto à Comunidade Pataxó-Hãhãhãe (3.132 índios) em prol da promoção da paz; qualificação de novos 15 índios para proferir palestras para 5.000 alunos da região.
Em 2006: “INDIOS NA FRANÇA”. Cinco indígenas realizaram uma Tournée de Intercambio Cultural por sete cidades da França, entre sete de Setembro e 22 de Outubro; em parceria das sete prefeituras francesas e algumas associações internacionais como: CISA, MDH, RELACS; Contando mais de 100.000 pessoas; participando de encontros na OIT e na ONU.
Em 2007 Recebemos o Premio Direitos Humanos na categoria promoção da Igualdade Racial, outorgado pela Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República (SEDH).
“INDIOS ON-LINE”
Aliança Inter-étnica Indígena, para que através de um portal, as pessoas das comunidades indígenas possam fortalecer suas culturas, intercambiar experiências, melhorar sua cidadania e qualidade de vida.

Em 2004 com patrocínio: Bompreço do Nordeste S/A e Programa Fazcultura nasce o Portal de diálogo intercultural:
Kariri-Xocó/AL, Xucuru-Kariri/AL, Pankararú/PE, Tumbalalá/BA, Kiriri/BA, Tupinambá/BA e Pataxó-Hãhãhãe/BA e o mundo.
Prêmio Telemar de Inclusão Digital 2004, 3º Lugar na categoria ONG das regiões Norte/Nordeste.
Em 2005 “ÍNDIOS ON-LINE” é reconhecido como um Ponto de Cultura Viva e passa a trabalhar em parceria com: Ministério da Cultura, apoio: Ministério das Comunicações e Ministério de Trabalho.
Em 2005, a THYDÊWÁ realiza o projeto: “RÁDIO COMUNITÁRIA PATAXÓ-HÃHÃHÃE” com patrocínio da UNESCO para facilitar a reciclagem e qualificação de 20 indígenas participantes da rádio.
Em 2007 a THYDÊWÁ o seu projeto INDIOS ON-LINE recebeu o selo de Iniciativa Reconhecida Prêmio Cultura Viva.
No ano de 2008 a THYDÊWÁ recebe também o Premio AREDE (Momento Editorial); chega a ser Semifinalista do Premio Experiências de Inovação Social da Fundação W.K.Kellogg e CEPAL; ganha o Prêmio LUDICIDADE do Ministério da Cultura, pelo trabalhos com programa INDIOS ON-LINE. ; e o Prêmio Top  Social (ADVB/BA ABAP/BA e ACB).
Em 2009 a THYDÊWÁ recebe Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade (IPHAN) pela divulgação do patrimônio brasileiro através da internet, dos livros e das campanhas.
A REDE INDIOS ON-LINE recebe o Premio Mídia Livre do Ministério da Cultura permitindo assim mais um novo passo no caminho da busca de sua autonomia.
Em agosto de 2009 a THYDÊWÁ constrói parceria com a REDE para a realização do projeto “ÍNDIOS ON AMERICA”, com apoio do Ministério da Cultura, 12 indígenas brasileiros participam de uma jornada de integração com o portal das Américas junto a indígenas do continente.
Em setembro de 2009, a REDE começa uma nova fase, a de sua gestão compartilhada por todos os indígenas da REDE através de 08 facilitadores indígenas, passando a THYDÊWÁ a ter o simples estatuto de parceiro da REDE. A THYDÊWÁ realiza em parceria com a REDE o I° Encontro Nacional da REDE , em janeiro de 2010(leia o artigo do Território Litoral Sul Bahia).


“ARCO DIGITAL”
O computador conectado é novo arco e flecha dos indígenas; com ele se caça, se pesca, se buscam melhorias para as comunidades e se defendem os direitos.
Em 2006 e 2007 a THYDÊWÁ realiza um novo programa: ARCO DIGITAL – contando com a parceria: INSTITUTO OI FUTURO – Uma Comunidade Colaborativa de Aprendizagem para mais de 100 indígenas de mais de 20 etnias de todo o território brasileiro. Diálogos em Cultura, Cidadania, Educação, Sustentabilidade. Incuba-se este programa dentro da REDE INDIOS ON-LINE.
Em 2007 a dupla INDIOS ON-LINE-ARCO DIGITAL é selecionado como finalista do Premio ODM – Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, do PNUD.
Em 2008 a THYDÊWÁ recebeu o Prêmio Parcerias na categoria parceria constituída pela relação de cooperação entre a THYDÊWÁ e o Instituto Oi Futuro, outorgado pela Aliança Interage e o Instituto Ação Empresarial pela Cidadania.
“CELULARES INDIGENAS”
Um programa para dar mais imediatez na comunicação dos indígenas, um programa para fazer vídeos, um programa para expandir a REDE INDIOS ON-LINE pelo Brasil afora.
Em 2009 a THYDÊWÁ idealiza o projeto “CELULARES INDIGENAS” e busca a parceria: INSTITUTO OI FUTURO e da REDE ÍNDIOS ON-LINE para a formação em produção de celumetragens (curta metragens através de telefones celulares) de 60 indígenas; integrando assim vídeo a REDE INDIOS ON-LINE e criando o canal INDIOS ON-LINE no youtube.
Prêmio Interações Estéticas – Residências Artísticas em Pontos de Cultura 2009 junto ao artista Sandro Egues por intermédio da FUNARTE.
“ESPERANÇA DA TERRA”
Programa de Inteligência Coletiva.
Em 2009 a THYDÊWÁ começa seu programa “ESPERANÇA DA TERRA” - um Pontão de Cultura Verde, para eco-alfabetização de 240 pessoas, através do cruzamento de saberes; onde indígenas, quilombolas, sem terra, funcionários públicos, acadêmicos e outros trocam experiências e divulgam para a toda a sociedade caminhos para a construção de cultura para a vida sustentável para todos; contando com a parceria do Ministério da Cultura, Ministério das Comunicações e a Prefeitura de São José da Vitoria-BA.
Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails